Prefeitura de Guararema cobra informações sobre barragens existentes no município

E também oficiou o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) sobre as condições das barragens hidrelétricas que existem nos municípios vizinhos, Santa Branca e Paraibuna.

Quinzinho – Editor de Imagem

Uma semana após a tragédia ocorrida em Brumadinho (MG), com o rompimento de uma barragem de mineração que resultou em mais de cem mortes confirmadas, a Prefeitura de Guararema busca informações sobre as condições de segurança das barragens de rejeito de minério existentes no município.

De acordo com o relatório da Agência Nacional de Mineração (ANM), apenas uma barragem de mineração está cadastrada junto ao órgão em Guararema. A Mineradora Ponte Alta de extração de argila está localizada no bairro Feital e é considerada de baixo impacto ambiental e baixo risco.

Durante a semana a Prefeitura de Guararema, por meio do Departamento de Fiscalização de Posturas, levantou os dados da mineradora e demais empreendimentos do ramo estabelecidos em Guararema. Agora a Prefeitura busca informações sobre as condições e procedimentos de segurança que devem ser seguidos pelas empresas de mineração junto aos órgãos fiscalizadores.

O município também oficiou o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) sobre as condições das barragens hidrelétricas que existem nos municípios vizinhos, Santa Branca e Paraibuna.

“Apesar de a Prefeitura não ser órgão fiscalizador, precisamos acompanhar os relatórios de vistoria emitidos por estes órgãos para nos resguardarmos e tranquilizarmos a população”, disse a responsável pelo Departamento de Fiscalização, Sandra Olivieri.

No dia 29 de janeiro o Governo Federal publicou Portaria recomendando aos órgãos fiscalizadores que “realizem imediatamente fiscalização nas barragens sob sua jurisdição, de modo a priorizar aquelas classificadas como possuidoras de ‘dano potencial associado alto’ ou com ‘risco alto’.

“No caso da barragem de Guararema o risco é baixo, entretanto a Prefeitura de Guararema está atenta aos riscos e aguarda novas informações dos órgãos fiscalizadores”, completou Sandra.

Ainda de acordo com o relatório da ANM, na região do Alto Tietê existem mais três barragens de mineração em Mogi das Cruzes, de risco baixo e duas em Santa Isabel, consideradas de risco médio.

Fonte: Prefeitura de Guararema

 

 

 

1.838 comentários em “Prefeitura de Guararema cobra informações sobre barragens existentes no município